domingo, 20 de setembro de 2009

MÃE IZAURA



A Mãe Izaura foi a minha parteira. Tem 83 anos. Seu primeiro parto foi aos 15 anos, quando uma amiga começou a ter as dores e, na emergência, fez o parto improvisado ("pegou" o bebê, como eles falam). O curioso é que ela também estava grávida. E assim tornou-se parteira, "mãe" de quase todos da pequena vila rual de Ubiraitá, município de Andaraí - Chapada Diamantina. Hoje o Posto de Saúde local leva o seu nome. Tem guardado em uma velha sacola vermelha o material que usou por toda a vida: luvas, tesoura e o jaleco branco...

5 comentários:

fotojornalista | Porto Alegre | RS disse...

Que lindo estes retratos. E parteiras! Quantas estórias devem ter!

walter ney disse...

A cada vez que vou visitá-la a experiência/emoção é fortíssima.
Que coincidência! Acabei de mandar e-mail prá você.

GaBi disse...

Mãe Izaura
Seus dons se expressaram
Na chamada Diamantina
E mãe teria que ser para poder SERVIR
E VIR a SER!
De carvão a diamante
Do ventre o brilhante
Qual será a diferença?
Mãe Izaura
Me ensina em seu retrato a me lapidar
Seu brilho me conduz
A amar!

G.S.

walter ney disse...

Gabi, poesia belíssima! Traduz a imagem em palavras inspiradas. Eis a Alma da Mãe Izaura... Obrigado! Bjss

GaBi disse...

Oie!
Grata!
Que bom que gostou!
Suas fotos realmente inspiram!
Beijos!